Os responsáveis pela organização de eventos devem levar em conta uma grande variedade de fatores na hora de planejar um evento. Um elemento que não pode ser esquecido é a equipe médica disponível para fazer o atendimento necessário decorrente de diversas situações, como pessoas passando mal no local ou acidentes envolvendo os frequentadores do evento.

A fim de garantir o melhor atendimento médico para os eventos que você realizará e conhecer melhor a importância de ter uma equipe médica em eventos, separamos algumas informações que servem como respostas para algumas perguntas que produtores de eventos costumam ter no que diz respeito a equipes médicas para diferentes tipos de eventos.

Quando um evento deve contar com uma equipe médica?

O ideal é que todos os eventos possuam uma equipe médica devidamente capacitada e preparada para resolver inúmeros problemas relacionados ao comprometimento da saúde dos participantes durante a realização dos eventos. Por conta disso, é fundamental contratar um serviço de atendimento médico de qualidade e que proporcione as melhores condições para que o evento em questão aconteça de modo que as pessoas que precisem de socorros imediatos tenham condições de serem atendidas.

Recentemente, o Conselho Federal de Medicina anunciou uma resolução ligada às regras para a atuação de equipes médicas de grandes eventos feitos em território nacional. Segundo as normas, que foram publicadas no Diário Oficial da União, qualquer entidade organizadora de eventos que precisem de assistência médica deve inscrever o serviço no Conselho Regional de Medicina (CRM), com a definição do diretor técnico e do corpo clínico.

As regras são destinadas para eventos artísticos, sociais, competições e também treinamentos esportivos. Produtores de eventos de grande porte devem ser extremamente rigorosos quanto à assistência médica, pensando na infraestrutura, no material usado para atender ao público, e até na contratação de médicos estrangeiros caso haja uma presença expressiva de pessoas de outros países no evento.

O tamanho do público exige equipes com requisitos diferentes?

Cada porte de evento requer um serviço especializado e uma estrutura específica para o tamanho do público. Por exemplo: a quantidade de equipes médicas para um evento grande deve considerar o número de ingressos ou convites disponíveis à população. Além disso, o CRM precisa saber com antecedência o número de equipes, para inspecionar os postos médicos e outras instalações antes do evento.

A assistência médica em grandes eventos precisa apresentar um posto médico em ambiente fixo ou de campanha, um consultório para cada médico (caso o evento seja situado em mais de um lugar), uma sala para enfermagem e procedimentos médicos e uma ambulância com unidade de suporte avançado (os motoristas devem conhecer as rotas de fuga e os caminhos até os hospitais mais próximos).

Existem inúmeras empresas que oferecem opções de cobertura distintas, as quais oscilam conforme o porte e o tipo de evento. A assistência médica para cada cobertura varia de acordo com o tempo de duração do evento, a localização, se é em um lugar aberto ou fechado, a quantidade de público, a faixa etária deste, a distribuição de bebidas alcoólicas, entre outros fatores.

Qual o procedimento inicial em caso de acidentes?

Quando ocorrer algum acidente no evento, o procedimento inicial é acionar imediatamente a equipe médica responsável pelo atendimento no local, bem como autoridades apropriadas para resolver a situação e evitar mais danos.

Os profissionais da saúde encarregados de prestar primeiros socorros precisam ter o treinamento adequado para diferentes tipos de acidentes. O mais comum é a empresa oferecer serviços como remoção simples, remoção UTI, remoção simples psiquiátrica, remoção simples para obesos e remoção UTI pediátrica. Porém, é possível contratar uma prestadora de serviços médicos com equipes capazes de realizar outros tipos de trabalhos emergenciais.

Qual é a legislação no Brasil?

Como não temos espaço para comentar sobre todas as cidades brasileiras, vamos abordar algumas das principais capitais do país em relação à legislação ligada à obrigatoriedade de equipes médicas em eventos.

Em São Paulo, um decreto municipal estabelece a permanência de uma ambulância em locais onde são realizados grandes eventos, como concursos, provas para vestibular, entre outros. De acordo com a lei em questão, as ambulâncias são necessárias para eventos que agrupem um número igual ou superior a 1500 pessoas.

As equipes médicas para grandes eventos em São Paulo precisam contar com um médico intervencionista, um enfermeiro assistencial e um condutor de veículo de urgência. Se a entidade responsável pela organização do evento descumprir as normas do decreto, será preciso pagar uma multa.

Em Curitiba, a Câmara Municipal da cidade aprovou um projeto de lei que determina que todos os eventos de grande porte tenham um responsável e uma equipe médica de apoio. Tais eventos são aqueles com mais de duas mil pessoas, podendo ter natureza cultural, educativa, artística, religiosa, esportiva ou promocional.

A obrigatoriedade de uma equipe médica em eventos situados na capital do Paraná vale tanto para eventos privados como para eventos públicos. Caso os organizadores do evento não cumpram as regras, eles podem receber advertências, entre outras punições, como a cassação do alvará para a realização de eventos.

Agora você já sabe a importância de ter uma equipe médica em eventos.  Caso você queira se informar a respeito da legislação para eventos em sua cidade, entre em contato com a prefeitura do município para saber exatamente o que você pode e deve fazer ao realizar um evento. Lembre-se de que a presença de uma equipe médica é uma questão de segurança para todas as pessoas presentes no evento, por isso, tome as devidas providências para assegurar o melhor atendimento médico para cada tipo de evento.

Não deixe de continuar acessando nosso site para mais informações sobre eventos!