Para você conseguir produzir um evento musical de sucesso, é necessário prestar atenção em uma série de detalhes que são decisivos para o êxito do evento. Além disso, você deve sempre manter uma visão geral do projeto, para que todas as ações ocorram conforme o programado. Por isso, é fundamental ter um plano bem organizado para a aplicação de suas estratégias, estabelecendo metas que precisam levar em consideração diversos elementos, desde o público-alvo até o objetivo de determinado evento.

Visando facilitar o seu trabalho, separamos 10 dicas para produção e gestão de eventos musicais. Lembre-se de que todos os fatores envolvidos no evento devem estar em plena sintonia para que ele se torne um sucesso. Sendo assim, as dicas abaixo devem ser seguidas independentemente do gênero musical ou do tamanho do evento.

1. Equipe

Eventos musicais exigem uma série de tarefas até que tudo esteja pronto. Por conta disso, nem adianta tentar fazer tudo sozinho, pois a produção de eventos requer trabalho em equipe. Logo, procure profissionais capacitados para a realização de suas funções de maior atenção e gargalo. Procure também estimular todos os integrantes da equipe para que eles coloquem o máximo de dedicação em suas atividades.

Além de uma equipe entrosada, é importante criar parcerias com empresas especializadas em diversos setores. Essa forma de organização melhora a qualidade do evento e ainda facilita a cobrança de resultados.

2. Local

Um dos principais fatores na produção e gestão de eventos musicais é o local escolhido para sediar o evento. Verifique se o lugar é adequado para o tipo de evento em questão. Não adianta, por exemplo, selecionar uma casa de shows pequena para uma banda que tem perfil de fazer apresentações grandiosas e com um público numeroso. Não se esqueça do solicitar o alvará de funcionamento para seu evento ele irá trazer segurança para seu público e tranquilidade para você.

Além de ter um tamanho apropriado para a quantidade de pessoas previstas, o lugar deve ter uma estrutura de qualidade e com tudo aquilo que o evento necessita para funcionar tranquilamente. A visita ao local deve ocorrer com antecedência, para que você possa checar se ele apresenta as condições exigidas para o show. Assim, você terá tempo para eventuais mudanças.

3. Equipamentos

Confira o tipo de equipamento necessário para a banda, DJ ou qualquer outro artista que se apresentará no evento. Além dos equipamentos usados pelos músicos, é importante checar a manutenção dos aparelhos destinados à parte técnica das apresentações, como iluminação, som, entre outros. Todos os equipamentos devem ser testados mais de uma vez e devem ter preferencialmente reservas para possíveis defeitos.

4. Programação

A montagem do repertório deve considerar todas as movimentações, trocas de instrumentos, mudanças no vestuário e qualquer outra ação que altere a dinâmica do show. Desse modo, cabe a você deixar a apresentação mais prática para os artistas e fluida para o público, sem que o show perca sua unidade e sua identidade. Inclua os momentos de relaxamento, o ápice do show e um possível “bis” antes do encerramento.

5. Ensaios

O número de ensaios deve ser o suficiente para que a sua equipe esteja devidamente preparada para imprevistos. Assim, além de aprimorar o seu trabalho, você terá condições de lidar com eventuais contratempos da melhor forma possível, sem interferir na performance do artista.

6. Passagem de som

Durante a passagem de som, não há tempo para treinos (para isso existe o ensaio). O artista precisa saber todo o repertório sem errar, facilitando a checagem do som para o evento. Faça essa passagem o quanto antes e priorize as músicas mais pesadas, as com mais vocais e as músicas mais leves. Assim, os níveis de som podem ser regulados com maior eficiência.

7. Organização

O seu planejamento deve ser desenvolvido a partir de metas e prazos, que precisam ser respeitados, uma vez que os atrasos na entrega de equipamentos, por exemplo, podem comprometer seriamente o andamento do evento.

Fique atento a datas, principalmente a data do evento. Verifique no calendário se não existem feriados que possam comprometer sua agenda. Pesquise também a agenda cultural da cidade para descobrir se haverá algum evento que competirá pela atenção do seu público alvo.

Para que você consiga alcançar os resultados esperados, é essencial ter o máximo de organização, pois é a partir dela que tudo vai acontecer na hora certo e da forma planejada, com mais chances para que o evento dê certo.

8. Versatilidade

Algumas características são fundamentais para um bom produtor de shows. Além de usar sua criatividade para pensar nas soluções menos manjadas, você deve ser versátil e capaz de se adaptar às adversidades, uma vez quem nem sempre tudo sai como o esperado.

9. Divulgação

Construa uma lista de contatos da imprensa para os quais é vantajoso enviar o material promocional do show, especialmente os veículos de comunicação que contam com um espaço destinado à divulgação de eventos musicais. Além disso, adapte o release do artista e prepare um novo, sem deixar nenhuma informação importante de fora. Lembre que há inúmeras maneiras de divulgar eventos, desde mídias impressas, anúncios em emissoras de rádio, campanhas virtuais, entre tantas outras. O modo de divulgação escolhido depende da verba disponível e do público-alvo do artista. Veja algumas dicas que já rolaram por aqui sobre divulgação de eventos

10. Relacionamento

Uma dica importante é manter um bom relacionamento com toda a equipe técnica, pois você depende deles para que o show tenha um desempenho excelente. Além disso, trate com respeito e profissionalismo todos os artistas com quem trabalhar e os eventuais parceiros profissionais, pois se você não marcar uma boa impressão, dificilmente eles recorrerão ao seu serviço nos próximos eventos.

Agora que você já conferiu as 10 dicas para produção e gestão de eventos musicais de sucesso, que tal compartilhar suas experiências com outros produtores? Utilize o espaço de comentários e continue acessando o PE para conferir mais dicas úteis.